Sem Adeus

Maristela

Procuro algo que me explique

Tento encontrar alguém que me console

Na imensidão do mundo, nada encontro

Na clareza do dia, nada vejo

Na multidão agitada, me sinto só

No barulho ensurdecedor, meu silêncio é maior

O que falta é a sua simples voz

Apenas mais um olhar me bastaria

Um carinho infinito me doaste

Com amor incalculável me amaste

E agora, não entendo

Me deixaste sem dizer adeus!

encontro_de_adeus

Variante linguística

O povo arretado

Andressa Santos

Eita povo arretado                              Eita meu bixin                                                          Computador?

Si duvida nem cuchila deitado         Lá ninguém é sozin                                                  Xii, lá nem com dor

Eita povo arretado                              Se num tem gente canta com passarin                Celular?

Onde vai dexa animado                      Só num pode tirar ele do nin                                 Que nada só banho de mar

 

Di noiti senta na calçada

Crianças todas agitadas

Meninas brincando de fadas

Meninos com espada.

Crítica Social

Com arte também se faz crítica social , seja com músicas, com pinturas ou poemas…

Tudo Errado!

Gabrielle Fonseca

A política enganosa

Não para de crescer

Nosso dinheiro sumiu

temos que isso vencer

Os policiais morrem

Nada se resolve

Mais mortes

Pouca sorte

A fome só aumenta

A injustiça expandiu

Essa é a situação

Que se encontra Brasil

Cade a independência

Que D. Pedro proclamou?

Sumiu, desapareceu

Ou ela evaporou?

Eu queria que o país

Fosse uma delícia

Todo mundo feliz

Povo, família e até polícia.

Somos herdeiros

Não podemos negar que somos herdeiros de um conjunto de poetas muito famosos, e que cada um deles deixou para nós verdadeiros tesouros, tão valiosos que nem mesmo com o passar dos anos foram esquecidos.

Nossa turma conheceu mais a fundo vários desses autores, e queremos que outras pessoas também os conheçam melhor.

Agora é a hora da galera…

TURMA, CADA UM DE VOCÊS DEVE COLOCAR NO COMENTÁRIO O QUE DESCOBRIU SOBRE ESSES AUTORES NAS PESQUISAS, VAMOS.

Obs: Esse trabalho de biografias de autores foi proposta pela professora da turma, Maristela Marinelli, foi exposto na escola e permitiu que os demais alunos conhecem um pouco mais de cada autor.

Para vocês

Esse poema é uma homenagem a cada aluno do 5º ano A, pois em vocês estão nossa esperança de um mundo melhor, com mais dignidade e igualdade, com mais justiça e amor. Vejo em vocês um futuro brilhante.

EU VI

Vi surgir naqueles olhos

Naquelas mentes

Uma nova aurora

Vi surgir naquelas mãos

Uma nova história

Vi palavras duras

Serem trocadas por belas rimas

Vi vontade pura se transformar em poesias

Quero vê-los escrever

Suas histórias com todo prazer

Fazer da vida uma história

que valha a pen ler.

Danielle Durães

Produção de um poema privilegiando uma variedade linguística

O chão quente do Ceará-Sertanejo

Luan Bossolan Campos

Não moro em lugar que chove

e se chove, chove pouco

Casa pequena, famia grande

dinheiro farta, comida é poco

Se tivesse treis pedidos

um deles era fazê a fome acabar

nesse sertão quentíssimo

Mai tenho orguio de nossa famia

trabaiadores de otas vida

Minha cumade a Jurcema

busco trabaio no esteriô

Mai na verdade não gostô

pois lá foi tenebroso

Parecia um monstro

gritando de nervoso

Ela penso que era carmo

que nem aqui no sertão

Pois pelo menos água num farta.